06/08/2018 às 16:30

Mercado de bens duráveis cresce 6% até junho

Nos primeiros cinco meses de 2018, o mercado brasileiro de bens duráveis movimentou R$ 42,5 bilhões, ante R$ 40 bilhões em igual período de 2017, aponta o estudo da GfK, organização global dedicada a pesquisas sobre o setor e responsável por descortinar balizamentos para o varejo e a indústria em mais de 100 países.

Realizado exclusivamente para a Eletrolar Show, o estudo foi apresentado na edição 2018 do evento pelo diretor comercial da GfK, Rui Agapito e mostra que na totalidade dos segmentos deste mercado o faturamento cresceu 6%.A análise abrange as categorias de telecom, linha branca, linha marrom, informática e eletroportáteis.

Os smartphones – grande estrela das vendas nos cinco primeiros meses de 2017 –, em 2018 consolidaram a tendência para os aparelhos com tela superior ou igual a 5,5 polegadas e com capacidade de 32GB ou mais, provocando o expressivo crescimento de 210% no faturamento das linhas com tais características, em relação ao período comparativo. Na categoria consumer electronics os televisores ganharam destaque. Para este item da cesta de bens duráveis, o crescimento chegou à casa de 35% no faturamento e 27% em volume de vendas. Certamente, o resultado foi alavancado pela Copa do Mundo.

Na sua totalidade, os produtos que integram a chamada linha branca faturaram 6% a mais nos primeiros cinco meses do ano, em relação ao igual período de 2017. Dentre eles, os quatro principais – lavadoras de roupas, fogões, geladeiras e micro-ondas mantiveram-se estáveis. O melhor desempenho foi apresentado pelas geladeiras, com crescimento de 3% em unidades comercializadas e aproximadamente 13% em faturamento, resultado que coloca este produto como o principal da linha branca, com participação de 1/3 no faturamento total da cesta. Lavadora de roupas evoluiu 7% no faturamento, no que pese o aumento de preços, o mesmo ocorrendo com fogões, que teve aumento de 3% no faturamento.

Na categoria eletroportáteis, de janeiro a maio de 2018, comparado com igual período de 2017, as vendas cresceram um total de 4% em faturamento e em volume. Os produtos que integram a linha “cozinha/comer” apresentaram 14% de crescimento – o maior na categoria eletroportáteis. Os produtos para o preparo de bebidas cresceram 11% sobre o mesmo período do ano anterior, enquanto a categoria de limpeza e cuidados do lar, que inclui ferro de passar e aspirador de pó, cresceu 6%.

Na categoria informática, a recuperação que iniciou a partir da Black Friday de 2016 evoluiu ainda mais. Computadores, incluindo notebooks e desktops, cresceram 8% em unidades vendidas e 10% em faturamento. Isoladamente, notebooks apresentaram crescimento de 14% em faturamento e 10% em volume. Os processadores mais robustos continuam a ganhar importância, representando mais de 50% do mercado em termos de faturamento.

Fonte: https://www.moveisdevalor.com.br/portal/mercado-de-bens-duraveis-cresce-6-1

Problemas com a imagem

Sobre o Sindicato

Sindicato do Comércio Varejista de Móveis, Artigos de Colchoaria, Tapeçaria e Decorações do Estado do Tocantins

  • Endereço:
    Rua Joaquim Gava 95-B Jardim América Araguaína-TO
  • CEP: 77805-206
  • Processo: 425
  • Telefone(s):(63) 3412-3619
  • Email contato: sicomov@hotmail.com
  • Presidente:
    ANSELMO JOSÉ MARTINS DA SILVA MORAES