10/04/2019 às 10:38

Inflação no varejo de móveis cai em fevereiro, aponta IBGE

A inflação no varejo de móveis decresceu 0,03% em fevereiro de 2019 frente a janeiro, de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O setor moveleiro ficou abaixo do índice geral, cuja taxa foi de 0,43%. Em fevereiro de 2018 o preço do mobiliário havia caído ainda mais, a -0,34% %, ao passo que no mesmo mês de 2017 ocorreu alta de 0,94%.

De janeiro para fevereiro o grupo de mercadorias que puxou a deflação no varejo de móveis foi especialmente o de mobiliário para sala (-0,69%), sendo este o único nicho a apresentar taxa negativa dentro do setor. Todos os demais apresentaram evolução nos preços (veja na tabela mais abaixo).

As principais variações negativas nos preços na categoria de mobiliário na passagem de janeiro para fevereiro de 2019 foram registradas nas regiões metropolitanas de Belém (PA), com -0,82%, Recife (PE), com -0,7%, Belo Horizonte (MG), com -0,46% e Rio de Janeiro (RJ), com -0,46%. Já o maior índice de inflação foi localizado em Fortaleza (CE), com 1,92%.

No acumulado dos dois primeiros meses de 2019, a inflação no varejo de móveis soma alta de 0,09%, índice maior do que o registrado no mesmo período de 2018 (quando a deflação era de -0,42%), mas menor do que o verificado em 2017 (0,75%). Todos os nichos moveleiros apresentam alta nos preços neste tipo de indicador, com exceção de móveis para sala, cuja queda é de 0,71%.

Das 10 regiões metropolitanas pesquisadas pelo IBGE, sete delas obtiveram taxas inflacionárias negativas em produtos de mobiliário no acumulado de janeiro e fevereiro de 2019. As principais quedas foram observadas em Belém (-1,65%), Rio de Janeiro (-0,95%), Porto Alegre (-0,88%) e Recife (-0,82%). Já a maior inflação foi detectada em Fortaleza (3,22%).

Já no acumulado dos últimos 12 meses, a inflação do segmento de mobiliário bate os 3,51%, situando-se ainda abaixo do índice geral (3,89%). Neste tipo de indicador, os móveis para quarto apresentam a maior taxa, de 3,7%, seguidos de produtos para copa e cozinha, com 3,55%. A região metropolitana com o maior IPCA é Salvador (8,8%), ao passo que a menor é verificada em Belém (0,09%).

 

Fonte: http://emobile.com.br/site/setor-moveleiro/inflacao-no-varejo-de-moveis-fevereiro-2019/

 
Problemas com a imagem

Sobre o Sindicato

Sindicato do Comércio Varejista de Móveis, Artigos de Colchoaria, Tapeçaria e Decorações do Estado do Tocantins

  • Endereço:
    Rua Joaquim Gava 95-B Jardim América Araguaína-TO
  • CEP: 77805-206
  • Processo: 425
  • Telefone(s): (63) 3412-3619
    Fax:
  • Email contato: sicomov@hotmail.com
  • Presidente:
    ANSELMO JOSÉ MARTINS DA SILVA MORAES