16/08/2017 às 16:10

Iner redefine forma de atuação no mercado de colchões

Costa Rica Colchões

Após ter passado por indústrias de matérias-primas e acumulado nove anos de experiência na Dow Química, a engenheira química Fabiana Blanco Manzano, assumiu, em maio, a diretoria executiva do Pró-Espuma Instituto Nacional de Estudos de Repouso (Iner). O Iner foi criado em 1984 como uma instituição sem fins lucrativos, normativa e fiscalizadora. O objetivo inicial era regulamentar o mercado de colchões de espuma e oferecer ao consumidor um produto com garantia de qualidade superior. No momento, a entidade é composta por cinco indústrias de colchões e pela fornecedora Dow.

Em entrevista ao Portal eMóbile sobre o balanço dos 100 primeiros dias a frente do Iner, Fabiana, que é formada na Unicamp e cursou MBA em Marketing pela FGV-SP, conta que três anos de sua trajetória na Dow Química foram vividos no setor de poliuretano. Nesse período, atendeu e se aproximou dos fabricantes de colchões subsidiando-os com as matéria-primas poliol e TDI, bases para produção de espumas.

Objetivos
Uma das missões da nova diretora executiva é atuar na redefinição do papel do Iner. Há 33 anos, quando foi constituído, não havia padrões de qualidade e de produção que regulassem o mercado de colchões. Também não existia ainda a Associação Brasileira da Indústria de Colchões (Abicol) nem as normas para espumas e colchões do Inmetro.

“O Pró-Espuma foi o pioneiro na elaboração de uma norma técnica para espuma e também para mola. Hoje, com a mudança de cenário no mercado de colchões, no qual já há um padrão mínimo de qualidade estabelecido pelo Inmetro, o papel do Instituto muda um pouco”, elucida Fabiana.

A diretora compartilha que a nova proposta de trabalho do Pró-Espuma está estruturada nas seguintes necessidades: ampliar o reconhecimento do Certificado Pró-Espuma para os associados, revendedores, lojistas e consumidores finais; desenvolver pesquisas e conteúdos para melhoria da qualidade do sono; investir na diferenciação de qualidade total dos associados, por meio de gestão de boas práticas para laboratórios e fábrica, treinamentos técnicos, de qualidade e de suporte à venda e desenvolvimento de tecnologias diferenciadas para projetos conjuntos.

“O Pró-Espuma representa um diferencial em relação ao mercado de colchões e já não tem mais a função de formador do padrão de qualidade para o mercado, mas, sim, atuar como diferenciador. Ao se comparar todos os quesitos para um produto ter um selo do Pró-Espuma percebe-se que são muito mais rigorosos que os exigidos pelo Inmetro. Nossa especificação é muito mais restrita para garantir um padrão superior de qualidade”, salienta Fabiana.

Ações
Dentre as primeiras ações que marcam a nova fase do Iner está um investimento em comunicação com o propósito de sensibilizar lojistas e vendedores e consumidores finais também. O site do Iner está sendo reformulado e a previsão é de que a nova versão entre no ar ainda no mês de agosto.

“Estamos refazendo o site da entidade e trabalhando em uma campanha de mídia. A fanpage do instituto foi totalmente renovada com novos tipos de posts. Além disso, passamos a nos comunicar via WhatsApp. Estamos trabalhando uma estratégia de mídia e de divulgação justamente para recuperar um pouco do conhecimento sobre o que é o Pró-Espuma, qual a diferença entre o Pró-Espuma e o Inmetro e qual a contribuição do Pró-Espuma para o mercado. A ideia é deixar claro que não é um selo comum a todo mercado de colchões”, assinala.

Fabiana complementa que o planejamento de comunicação visa criar a proximidade com os públicos de interesse por meio das mídias sociais (Facebook, Instagram e LinkedIn). “Queremos aproximar o consumidor da marca Pró-Espuma, para que entenda, identifique-se e se sinta seguro ao comprar a marca Pró-Espuma. A ideia é conscientizar sobre as garantias concedidas pelos diferentes selos”, frisa.

O Iner também formula material para ser distribuído em lojas e em eventos promovidos pelos associados. Em outubro e novembro o foco da entidade serão os treinamentos. “Até agora só participava dos cursos quem vendia colchões Pró-Espuma, mas vamos abrir a oportunidade para não associados, mediante pagamento de uma taxa, já que os indicados pelos associados contam com subsídios para realizar os treinamentos”, comenta.

Fabiana nota que apesar de haver inúmeros modelos no mercado de colchões, a diferenciação tecnológica ainda é baixa. O colchão SRV Victory é um caso de produto que conta com uma espuma exclusiva de alta resiliência desenvolvida pela Dow. O produto foi desenvolvido conjuntamente e é fabricado pelos associados do Pró-Espuma. “Trata-se de um colchão bem diferenciado em termos de design, conforto e suporte. Queremos retomar no Pró-Espuma esse tipo de projeto de lançamento de produtos com tecnologias realmente diferentes. Não é simplesmente trocar o tecido e a cara do produto. É preciso apostar em espumas, tecidos e outras soluções”, completa a diretora.

Iner
O instituto desenvolveu a primeira norma técnica para a fabricação de colchões de espuma no Brasil e a Tabela de Biotipo, para indicar o colchão de espuma adequado para cada indivíduo, considerando a relação peso e altura. Para garantir o cumprimento das normas, a qualidade dos colchões com o Certificado Pró-Espuma e o desempenho superior dos fabricantes associados ao Iner, criou em 1996 um programa de auditorias de qualidade e fiscalização realizado mensalmente, em parceria com o Senai, em todas fábricas certificadas (atualmente cada fábrica recebe três auditorias por ano).

Em 2004, criou a primeira norma técnica para colchões de molas no País e em 2011, passou a certificar também estofados e travesseiros. Também participou ativamente da criação da Abicol em 2012 e das normas do Inmetro em 2014/2015 (as normas da ABNT do Inmetro se tornaram obrigatórias para espuma em agosto de 2015 e para molas em agosto de 2017). Em 2014, criou um programa de treinamento para formação de lojistas e gerente de lojas com o objetivo de qualificar toda a cadeia produtiva e capacitar os profissionais propiciando um atendimento de qualidade ao consumidor.

O quadro associativo do Iner é composto por nove unidades produtivas, instaladas em várias regiões do País, que possuem direito de uso dos Certificados de Qualidade do instituto. São eles: Americanflex, com matriz em São José do Rio Preto (SP); Colchões Castor, com matriz em Ourinhos (SP); FA Colchões, de Maringá (PR); Luckspuma, de Ferraz de Vasconcelos (SP); e Orthocrin, com matriz Santa Luzia (MG). Além dos fabricantes de colchões, é associada a maior empresa fornecedora de matérias-primas para espuma do País, a Dow Brasil, que inclusive é uma das idealizadoras do Iner.

Fonte: eMobile

Problemas com a imagem

Sobre o Sindicato

Sindicato do Comércio Varejista de Móveis, Artigos de Colchoaria, Tapeçaria e Decorações do Estado do Tocantins

  • Endereço:
    Rua Joaquim Gava 95-B Jardim América Araguaína-TO
  • CEP: 77805-206
  • Processo: 425
  • Telefone(s):(63) 3421-3331
  • Email contato: sicomov@hotmail.com
  • Presidente:
    ANSELMO JOSÉ MARTINS DA SILVA MORAES