Pesquisa contratada pela Instituto Fecomércio levanta intenção de voto dos Tocantinenses

Após a cassação do governador do estado, uma eleição suplementar foi instituída pelo TRE para levar às urnas os candidatos ao executivo estadual. O momento reflete novamente uma grande instabilidade política e econômica que atinge diretamente o setor do comércio e serviços, por isso, o Instituto Fecomércio encomendou uma pesquisa ao IBOPE para elencar a intenção de votos dos eleitores do estado, levando em consideração os candidatos registrados no órgão responsável. Os questionários foram aplicados entre os dias 5 e 7 de maio, em 38 munícipios.

O nível de confiança utilizado é de 95% e a margem de erro máxima de 3 pontos, para mais ou para menos. A pesquisa realizada pelo IBOPE Inteligência entrevistou 812 eleitores e foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do estado do Tocantins sob o protocolo Nº TO‐06472/2018.

Na pesquisa foi apontado que a candidata Kátia Abreu (PDT) obteve a maioria da intenção votos, registrando 22% das intenções. Em segunda posição, empatados com 15 pontos, seguem os candidatos Carlos Amastha (PSB) e Vicentinho Alves (PR). Já o candidato Mauro Carlesse (PHS) recebeu 10% das intenções de votos dos eleitores. Márlon Reis (REDE) obteve 5% das menções dos entrevistados, enquanto Mário Lúcio Avelar (PSOL) e Marcos Souza (PRTB), têm 1% de menções, cada. Desse total, 18% dos entrevistados declaram o voto como branco ou nulo e 12% não sabe ou não respondeu.

Ainda no questionário foi levantado quais seriam os principais problemas enfrentados pelo estado, que de acordo com a percepção da população, são: a Saúde em primeiro lugar, com 68% de menções. Em segundo lugar aparece a Educação (39%) e em terceiro, empatados, a Geração de Empregos e a Segurança Pública (27% cada).

Segue na integra o relatório IBOPE

(Ascom Instituto Fecomércio Tocantins)